Reciclando ideias e formatos: Pimp my Carroça na crise

O desafio de manter uma renda básica para milhares de catadores

A montagem da equação é tão fácil quanto cruel. Em um cenário em que a ordem de ouro é “ficar em casa”, toda pessoa que precisa sair para garantir o seu sustento diário, agora se vê frente a uma escolha injusta: proteger-se e ficar sem renda, ou sair para trabalhar e correr o risco da contaminação.

No primeiro momento, quando o cenário caótico da COVID-19 ainda se desenhava, a ONG Pimp My Carroça, que desde 2007 atua na assistência e profissionalização de catadores espalhados pelo Brasil, operou para garantir a demanda de coleta aos trabalhadores cadastrados no Cataki, app que faz a ligação direta entre estes e os geradores de resíduos. Porém, quando o estado de quarentena se tornou uma realidade em todo o Brasil, não apenas fechando centrais de coletas, mas também reforçando os perigos da pandemia, outra realidade se formou e novos caminhos foram planejados.

Uma das ações da ONG é o "Pimp nosso Ecoponto", voltado na revitalização de Ecopontos

Suporte providencial

Acreditando no poder de ajuda coletiva que momentos como esse despertam, o primeiro passo foi a atualização do aplicativo, que agora permite chamar catadores para a coleta direta de doações (como alimentos e produtos de higiene, principalmente), auxiliando também aqueles que vivem em situação de rua. Já o processo seguinte, também fortalecido pela ideia de ajuda em cadeia, foi o lançamento, no dia 25.03, de uma nova campanha de financiamento coletivo no Catarse: Renda Mínima pros Catadores.

Com cerca de três mil trabalhadores cadastrados no Cataki, o Pimp My Carroça também quer dar suporte a eles em outras frentes, como aluguel, conta de água, conta de luz e gás, por exemplo. Assim, o projeto que segue em captação e – na publicação deste texto – já arrecadou mais de R$ 157 mil (31% da meta), com 1159 apoios, trilha o objetivo de garantir o mínimo necessário para que os catadores autônomos (não assistidos por cooperativas) possam se manter enquanto seguem sem a demanda de trabalho usual. Em contrapartida, os apoiadores garantem esta realidade aos catadores e recebem diferentes recompensas, que variam de produtos do Pimp My Carroça (adesivos e camisetas) a artes originais doadas por artistas parceiros.

Campanha do Pimp my Carroça no Catarse

Feedback positivo

São números que surpreendem pelo rápido engajamento, frente a 66 campanhas já lançadas pela organização (que arrecadaram, ao todo, mais de R$ 247 mil). Todas bem-sucedidas, mas que nunca apresentaram volume e velocidade de arrecadação como essa. Um balanço que reafirma a visão da ONG sobre a cadeia solidária no crowdfunding e que dá esperança a todos que desejam fazer o mesmo.

E para quem acha que a história acaba aqui, o Pimp é um ótimo exemplo sobre como a crise também pode ser um divisor de águas para produtores criativos. Pois a partir dessa experiência de transação bancária entre os catadores, já experimentada na época do Carnaval, os organizadores da ONG sonham em torná-la um recurso definitivo no próprio app, facilitando ainda mais a captação de recursos por parte dos trabalhadores. Sem falar no próprio aumento da comunidade interna do Pimp no crowdfunding, que viu o seu número médio de apoios subir mais de 5000%. Uma comunidade ainda maior que agora ficará ligada nos próximos passos da ONG.

Uma das marcas registradas da ONG é a manutenção dos meios de coleta dos catadores

A hora é agora!

Dentro de um cenário real em que diversos segmentos sociais pedem socorro, o financiamento coletivo pode ser a saída para muitos problemas e a ponte para soluções cada vez mais inovadoras. Como lembra a produtora cultural do Pimp My Carroça Beatriz Mansano, que nos ajudou a contar esta história, o financiamento coletivo é importante para todos que querem e podem ajudar, sendo esse o momento-chave para quem deseja fazer isso através de um projeto ou apoio. O importante é não ficar parado.

Se você tem uma ideia criativa, seja para salvar o seu negócio ou ajudar pessoas (como no caso do Pimp), a ação/página Catarse Solidária surge para dar suporte a todos os projetos que combatem as consequências da COVID-19. Clique aqui embaixo para montar a sua campanha e faça parte de uma cadeia colaborativa que já está ajudando muitas pessoas!

Talvez você se interesse...

Uma jornada bordada a várias mãos
Com coleção interrompida, feiras adiadas e estoque parado, Projeto Fio encontrou no financiamento coletivo novos caminhos para sua criatividade
No ritmo da generosidade
Em assistência aos profissionais da dança em SP, a campanha SOS Dança mostra como o financiamento coletivo pode ser um aliado da cultura
Desenhando novas estratégias
Pouco mais de um mês após sua inauguração, a Castela Tattoo Shop se reinventou no financiamento coletivo para manter vivo o negócio

Junte-se à conversa

⏰ Comece hoje mesmo.

+ recursos para você enfrentar a pandemia

Acreditamos que todos temos de nos ajudar e agir pelo bem coletivo. Por isso, colocamos na sua mão decidir qual a taxa do Catarse. Arrecade dinheiro para combater os efeitos e consequências da Covid-19. Estamos juntos!

Escolha sua taxa

Confiamos que as pessoas tomarão a melhor decisão e sabemos que estamos todos trabalhando pelo bem comum.

Lance sua campanha

No catarse você decide quando lançar sua campanha ao mundo. Some forças a todos que estão no combate à covid-19

Receba doações

Pessoas poderão doar com cartão de crédito ou pagamento de boletos. Receba doações de forma segura e transparente.

Crie sua campanha