O caminho da Wish em meio à crise do mercado editorial

Apostando no digital, editora fideliza ainda mais o seu público enquanto tenta vencer as consequências da pandemia

As escolhas de uma pequena editora nunca são fáceis. E, em tempos de crise, tomar as decisões certas pode ser a diferença entre fechar as portas ou se manter no mercado. Para inspirar a sua semana, trazemos agora a trajetória da Editora Wish e as estratégias adotadas por ela para navegar o mar de incertezas trazidas pela Covid-19.

Famosa por seu catálogo formado, principalmente, por clássicos da literatura fantástica, a Wish adotou o financiamento coletivo como modelo de negócio para suas publicações a partir de 2016, arrecadando mais de R$850 mil através da realização de doze projetos (11 bem-sucedidos). O engajamento dos leitores aumenta a cada nova campanha, prova de que a comunidade é uma esfera viva, mutável e capaz de crescer com o tempo a partir de um trabalho constante e focado naquilo que ela precisa.

Desde sua fundação, a Wish foca em resgatar grandes clássicos da literatura fantástica. Na imagem, Marina Avila, CEO da editora

Mas como podemos utilizar o crowdfunding como saída criativa em momentos de crise?

A Covid-19 começou a se manifestar meses atrás e desde então vem causando impactos tanto na saúde pública quanto no ecossistema de vários mercados, inclusive do editorial. As livrarias, principal canal de distribuição de centenas de editoras, estão fechadas. E num cenário onde o mercado editorial brasileiro já vinha sofrendo com o impacto das crises econômicas anteriores, a Covid-19 se posiciona no epicentro do que promete ser a pior crise da história.

Para quem trabalha com distribuição online, como é o caso da editora, um dos primeiros efeitos observados foi a instabilidade quanto a entrega de livros físicos através dos Correios, que chegaram a suspender a modalidade de envio IMPRESSO há algumas semanas, voltando atrás em seguida. O segundo foi a insegurança de manter o ritmo normal de lançamentos, tendo em vista que muitos dos apoiadores estão passando por um momento financeiro instável. Havia, portanto, um maior risco dos projetos não serem tão bem-sucedidos quanto suas campanhas anteriores, e essa insegurança se reflete na vida de muitos outros realizadores. No fim, as perguntas que ficam são: como manter o caixa girando e seus colaboradores trabalhando sem novos títulos no mercado? Como realizar a entrega desses livros sem depender tanto do funcionamento dos Correios?

A Sociedade das Relíquias Literárias nasceu no Catarse a partir dessa necessidade. Por se tratar de uma campanha de assinatura recorrente com recompensas em formato digital e preços acessíveis para os apoiadores, o projeto surge como resposta criativa às questões. A campanha, lançada no começo de abril, já atingiu a meta principal para sua execução, e o valor arrecadado será renovado mês a mês, proporcionando uma maior estabilidade de "vendas". Com isso, a editora consegue garantir minimamente um capital de giro mensal para cobrir custos fixos e manter colaboradores trabalhando, além de seguir oferecendo conteúdo para sua comunidade de leitores.

Campanha recorrente da Wish, Sociedade das Relíquias Literárias

“Decidimos lançar a assinatura recorrente para contornar os impactos financeiros provocados pelo surto recente da Covid-19 no Brasil e proporcionar novos trabalho para nossos colaboradores freelancers neste período tão complicado para a economia. Graças ao formato digital e ao preço mais acessível do que o de um livro físico, os leitores, mesmo durante a quarentena, poderão ter acesso a essas edições”. Marina Avila, CEO da Wish.

Sabemos que a Wish não trabalha diretamente com livrarias e que seu modelo de negócio é baseado no mercado online, evitando uma série de problemas quanto a distribuição. Mas a verdade é que, dentro da sua realidade, ela se adiantou quanto aos efeitos que podem surgir a médio e longo prazo a partir desta crise econômica. Esse tempo de resposta pode ser fundamental para a manutenção de qualquer negócio.

A crise também traz oportunidades

Dessa ação dois aprendizados foram extraídos. O primeiro é que esta pode ser uma ótima oportunidade para apostar em livros digitais (e-book e audiobook), já que a logística da distribuição do livro físico se tornou um desafio em tempos de quarentena, seja através do ponto de venda ou via transportadora. E o segundo é que, mesmo em época de poucas vendas, precisamos ter um olhar atento a nossa comunidade e entender as necessidades que ela apresenta.

Os lançamentos da Wish sempre contaram com a presença massiva de leitores, fortalecendo os laços da editora com o seu público

Por isso, nós recomendamos que você reflita e ouça a sua comunidade. De que forma criativa a sua editora ou livraria pode se sobressair em meio a situação que o país está vivendo? Quais são suas prioridades nesse momento? Que tipo de troca você pode realizar com a sua comunidade? Converse com seus leitores pelas redes sociais, e-mail, formulários de pesquisa etc. Essas e muitas outras respostas podem abrir um leque de possibilidades e posicionar a sua marca como referência de soluções criativas. E se o financiamento coletivo se encaixar em alguma dessas possibilidades, clique aqui embaixo e inicie sua campanha. Ela poderá fazer toda a diferença nesse momento.

Esperamos que este conteúdo possa te inspirar a realizar novas ações criativas. Inclusive, você já pode iniciar o seu projeto de combate à COVID-19 clicando aqui embaixo. E se você quiser conhecer mais sobre a Sociedade das Relíquias Literárias, clique aqui e se prepare para testemunhar novos universos literários. Não vai se arrepender!

Talvez você se interesse...

Uma jornada bordada a várias mãos
Com coleção interrompida, feiras adiadas e estoque parado, Projeto Fio encontrou no financiamento coletivo novos caminhos para sua criatividade
No ritmo da generosidade
Em assistência aos profissionais da dança em SP, a campanha SOS Dança mostra como o financiamento coletivo pode ser um aliado da cultura
Desenhando novas estratégias
Pouco mais de um mês após sua inauguração, a Castela Tattoo Shop se reinventou no financiamento coletivo para manter vivo o negócio

Junte-se à conversa

⏰ Comece hoje mesmo.

+ recursos para você enfrentar a pandemia

Acreditamos que todos temos de nos ajudar e agir pelo bem coletivo. Por isso, colocamos na sua mão decidir qual a taxa do Catarse. Arrecade dinheiro para combater os efeitos e consequências da Covid-19. Estamos juntos!

Escolha sua taxa

Confiamos que as pessoas tomarão a melhor decisão e sabemos que estamos todos trabalhando pelo bem comum.

Lance sua campanha

No catarse você decide quando lançar sua campanha ao mundo. Some forças a todos que estão no combate à covid-19

Receba doações

Pessoas poderão doar com cartão de crédito ou pagamento de boletos. Receba doações de forma segura e transparente.

Crie sua campanha