Faz um Catarse!
Receba em seu email o Guia do Financiamento Coletivo e uma seleção especial de posts com dicas e informações úteis de campanhas de música bem sucedidas no Catarse.
Receba dicas em seu email!

Financiamento coletivo para Música!

Para artistas profissionais que querem estar mais próximos de seus fãs, e para artistas iniciantes que querem profissionalizar suas carreiras

Como funciona o financiamento coletivo para música?

No Catarse o dinheiro arrecadado vem direto das pessoas que curtem e acreditam no seu trabalho. E você pode captar para o projeto que bem entender. Veja alguns exemplos:

Novo álbum

Grave seu novo trabalho financiado pelo público

Show | Turnê

Faça um show ou turnê com a ajuda de seus fãs

DVD

Produza e distribua conteúdo de sua banda 

Videoclipe

Lance seu clipe no mundo com o apoio da galera

Apoiamos e celebramos a música brasileira de todos os gêneros e estilos!

CDs financiados com Catarse
Apoiados para projetos de música no Catarse
Pessoas apoiaram pelo menos 1 projeto de música

Mais de 700 artistas, em todo o Brasil, já usaram o Catarse para transformar projetos em realidade. Confira algumas dessas histórias:

O Teatro Mágico

Turnê independente

O Teatro Mágico é referência na fusão da música com as artes performáticas, e também na relação com os fãs na internet, sendo um dos pioneiros no Brasil em abrir suas músicas para download gratuito. Com mais de 2 milhões de álbuns vendidos, 7 CDs e 3 DVDs lançados, eles entraram no Catarse para comprar todo equipamento necessário para uma turnê 100% independente, e com uma campanha emocionante e extremamente profissional, fizeram o maior financiamento coletivo da história da música brasileira.

“O Financiamento Coletivo é um modelo de economia colaborativa que tem tudo a ver com a história do Teatro Mágico. Desde a época da nossa primeira comunidade do Orkut tivemos o público como nossos parceiros, seja dando ideias de composições, sugerindo estampas de produtos da lojinha ou divulgando nossas apresentações no boca-a-boca. Nunca tivemos intermediários em nossa relação. O Financiamento Coletivo funciona sob a mesma lógica.”

Gustavo Anitelli, produtor do Teatro Mágico
+6
Shows em cidades diferentes financiados via Catarse
+5300
Ingressos adquiridos via Catarse
3594
Apoiadores
R$ 391.314
Arrecadados no Catarse
Liniker e os Caramelows

Pop autônomo

Liniker e Os Caramelows é uma banda que conecta a black music à música contemporânea brasileira. Apareceram em 2015 com o EP “CRU”, que chamou a atenção do público e crítica, atingindo milhões de visualizações e ganhando popularidade e convites para shows muito rapidamente. Ainda assim, a banda optou pelo financiamento coletivo pra fazer seu primeiro disco de forma mais livre e autônoma.

“Desde o começo, queríamos ter o trabalho perto dos nossos olhos, de forma que não perdêssemos a nossa autonomia e construção estética caramelizada, que nos acompanha desde o surgimento da banda. Com isso, escolhemos produzir nosso primeiro álbum de maneira independente, com vocês que tem tanto da gente, e nesse processo vemos o quanto de vocês está nele também.”

Liniker, vocalista e compositor do Liniker e os Caramelows
+1670
CDs financiados no Catarse
1660
Apoiadores
R$ 104.012
Arrecadados no Catarse
BTRX

Disco coletivo

A BTRX é uma banda de rock alternativo autoral brasileira que está na estrada há 10 anos. Até 2015 eles tinham 2 álbuns e um EP gravados. No fim de 2016, fizeram um financiamento coletivo para o 3º disco: o MOTIRõ. O álbum aborda um dos temas mais discutidos no momento da nossa sociedade - e que tem tudo a ver com o Catarse - que é a coletividade.

“Desde quando começamos a planejar o novo trabalho do BTRX a gente queria fazer o financiamento coletivo. E não tem jeito, o frio na barriga é um fato. Mas se você transforma esse medo em combustível para correr atrás do seu sonho, não tem como dar errado. Alcançamos a meta faltando 3 dias para o final da campanha. Liguei pra todo mundo da banda gritando no telefone. Foi uma celebração incrível que jamais vai sair da minha cabeça.”

Thiago Augustini, baterista da BTRX
+380
CDs financiados no Catarse
R$ 31.644
Arrecadados no Catarse
Raquel Leão

Primeiro EP

Raquel Leão é nascida em Belém do Pará e radicada em Porto Alegre. Seu trabalho se define a partir da nascente enraizada no norte e navega até sua foz latente no sul. Ela já teve 3 experiências no Catarse: para a realização de shows em 2011 e 2012 e, para gravar seu primeiro EP em 2016.

“Escolhi o Catarse porque eu não tinha grana pra pagar do meu bolso e os Editais são uma loteria. Tive medo de não conseguir bater a meta, de ninguém colaborar, de perder tempo, de me frustrar. Mas resolvi encarar, metendo a cara mesmo, indo atrás. Pra uma compositora Negra, gravar suas músicas e botar na roda seu trabalho é uma vitória, uma resistência! Até hoje eu encontro gente na rua que não conheço e que me diz, "Oi, eu colaborei com o teu projeto!"

Raquel Leão, cantora e compositora
+90
EPs financiados no Catarse
R$ 12.150
Arrecadados no Catarse

Por que usar o Catarse?

Tudo o que você precisa em uma só plataforma

Controle da campanha em suas mãos

Nosso painel de controle intuitivo e de fácil usabilidade permite você criar sua campanha com a sua cara

Relatórios atualizados em tempo real

Monitore de onde vêm os seus apoios e as ações de divulgação enquanto elas acontecem

Email marketing com segmentação

Transforme seus apoiadores em seguidores e envie emails de divulgação segmentados por grupo de apoiadores

Pagamento parcelado e facilitado

Seus apoaidores podem usar boleto bancário e parcelar pagamentos acima de R$100 em até 3x sem juros no cartão

Sem burocracia e sem intermediários

Você se conecta direto com seu público e tem controle total de sua campanha e do destino dos recursos arrecadados

Materiais de educação e inspiração

Você tem acesso a uma coleção de artigos, ebooks e vídeos que te ajudam a planejar e executar sua campanha

Dois modelos. Uma só taxa.

No Catarse você escolhe a modalidade de financiamento coletivo ideal para sua campanha, sem pagar nada a mais por isso!
Ao final da campanha, você só recebe o dinheiro se tiver atingido a meta total de arrecadação, caso contrário, todo o dinheiro volta para os apoiadores e você não precisa realizar o projeto se não quiser.
Prazo máximo no ar: 60 dias
Ao final da campanha, você recebe todo o dinheiro, mesmo sem ter atingido a meta total, mas se compromete a realizar o projeto e entregar todas as recompensas, independentemente do valor arrecadado.
Prazo máximo no ar: 12 meses

Perguntas frequentes

Financiamento coletivo é só para artistas já consolidados?

Não. Todo mundo pode usar o Catarse e tem muitas histórias maravilhosas, tanto de artistas iniciantes, como de grandes nomes. O importante é você se organizar bem, entender seu público, planejar a comunicação e se preocupar em fazer algo que as pessoas realmente se importem e queiram se engajar.

Algum grande artista já fez um Catarse?

Sim. O Teatro Mágico, Dead Fish, Leoni, Raimundos, Black Alien, entre outros, já usaram o Catarse para se conectarem com seus públicos e tirarem projetos do papel.

O Catarse me ajuda a montar a campanha?

Sim. Nós juntamos 6 anos de experiência com financiamento coletivo para compartilhar com vocês ferramentas, dicas e melhores práticas para uma campanha de sucesso. Você pode acessá-los na Escola do Financiamento Coletivo e no nosso Blog. Outra ótima forma de aprender é estudando outras campanhas que já foram realizadas.

Estou pensando em fazer um financiamento coletivo, mas tenho medo de ficar queimado se minha campanha não bater a meta.

Três pontos importantes para você refletir sobre isso:
1) Você pode escolher fazer uma campanha Flex, onde você fica com o valor arrecadado independentemente de ter batido a meta. Nesse caso é importante você garantir que vai conseguir entregar o projeto e as recompensas mesmo se não bater a meta.
2) Quem se planeja bem, estuda os casos de sucesso e se dedica verdadeiramente durante a campanha tem muuuito mais chances de bater a meta. 90% dos projetos que conseguem 25% da meta na primeira semana, chegam até os 100%.  
3) Uma campanha que não bate a meta não é necessariamente um fracasso. No Flex você pode ter sucesso mesmo sem alcançar os 100%. E uma campanha é uma ótima oportunidade de conhecer melhor o seu público e se relacionar mais com ele.

Qual a diferença entre pré-venda e um financiamento coletivo?

Durante uma campanha de financiamento coletivo você pode oferecer recompensas (CDs, ingressos para shows, etc) que funcionam como uma pré-venda. Mas acreditamos que a experiência no Catarse é muito mais do que isso. Seu objetivo deve ser engajar pessoas que acreditam num sonho em comum e querem fazer parte dessa história com você. O financiamento coletivo será mais valioso se for uma relação calorosa de troca entre artista e público, do que se limitar-se a uma relação comercial de pré-venda.

Receba dicas especiais

Baixe nosso Guia do Financiamento Coletivo e receba em seu email dicas especiais sobre como usar o financiamento coletivo para seu projeto musical